Sobre mim

Sobrevivi

07:14

Não foi fácil. Sinto como se este ano tivesse roubado toda a energia que tenho dentro, e deixado um vazio apenas. Todos os dias travando batalhas externas e internas, que me desgastaram e me mudaram. Mas enquanto algumas pessoas preferem ver apenas a feiura deste mundo... Eu prefiro ver a beleza. E assim sobrevivi, mais um ano. Agora não é tempo de ver as páginas escuras, e sim as páginas coloridas, para que ano que vem seja repleto delas. 
Aqui estão algumas das minhas páginas coloridas:




Adotei um pequeno das ruas. Cheio de sarna, pulgas, carrapatos e muito assustado, foi alimentado e cuidado com muito amor por mim. Hoje está cheio de saude e feliz na sua nova morada. ♡


Uma das vidas que salvei me dizendo: "Obrigado, titínea" ♡




"Vai ficar tudo bem."
Feliz ano novo.

animais

Um dia feliz na vida de uma catiorínea

12:36

Querido diário,

Hoje mamãe me levou para um passeio inesquecível! No início achei que nós só íamos andar de carro como sempre, mas aí quando percebi nós estávamos num lugar que eu não conhecia. Eu acho que era um lugar mágico que só a mamãe conhece, porque eu nunca tinha visto nada igual! Eram tantos cheiros diferentes, barulhos de outros animaizíneos... Eu estava muito animada, mas me mantive comportada, porque mamãe me ensinou assim.

No início eu estava um pouco tímida, como vocês podem ver. Mamãe tinha me dado banho e eu estava bem branquínea.

Mamãe me colocou em cima de um carro muito estranho. No início fiquei com medo do barulho que ele fazia, mas depois eu já não senti medo nenhum. E em cima dele nós fomos desbravando todo aquele mundo mágico!


No caminho conheci um monte de amiguíneos. Conheci um cachorro muito grande, que mamãe disse que era um cavalíneo. O cavalíneo come cenoura e maçã. Que mal gosto!


Conheci as vaquíneas também. Tentei começar uma conversa, lati pra elas dizendo "olá vaquíneas", mas acho que elas não entenderam o que eu quis dizer, e ficaram só me olhando mesmo.


Teve uma hora que mamãe me desceu do carro estranho para correr na grama. Saí correndo e cheirei tudo que consegui cheirar! Pisei nos cocos de vaquíneas e tentei comer eles porque tinham um cheiro engraçado, mas mamãe não pareceu gostar dessa ideia. Eu comi um pouquinho mesmo assim, quando ela não estava olhando, achando que não ia descobrir. Mas não sou boa em mentir. Fiquei com a boquínea suja e mamãe descobriu na hora que me viu assim:


Depois de correr nas bostíneas, mamãe me mostrou como é o céu! O céu é cheio de pão, sabiam? E eu AMO pão! Olha como eu estava feliz:


E nós ficamos lá no lugar mágico o dia todo! Brinquei com os catioríneos, corri na grama, cacei bichíneos, comi bostínea, e acabei ficando super cansadínea.



Cansadínea e sujínea também.


 Até tirei uma selfiezínea pra mostrar pra Arya, a porquinha da índia da mamãe. Ela vai ficar com muita inveja de mim! hehe

Selfezínea 
E esse foi o meu dia especial! Estou muito feliz! Hoje descobri que existe tanta coisa além do pátio da casa onde eu moro com a mamãe! Me deu vontade de sair pelo mundo com ela e conhecer muito lugares mágicos que nem esse.

Lambeijos, e até a próxima.
Ass. Suzane ❤

Feliz natal <3

Instagram

Facebook

Instagram