Resenha - O Apanhador No Campo de Centeio - J. D. Salinger (livro)

10:53


Olá pessoal! Estou realmente entediada hoje, então não to afim de me estender muito no texto de introdução... O negocio é o seguinte: saiu finalmente a segunda resenha do blog! (aplausos, por favor) Espero que gostem!


“Há coisas que deviam ficar do jeito que estão. A gente devia poder enfiá-las num daqueles mostruários enormes de vidro e deixá-las em paz. Sei que isso não é possível, mas é uma pena que não seja. De qualquer maneira, continuei a pensar em tudo isso enquanto ia andando...”

Imagine estar em um internato, em 1950, rodeado por filhos mimados, pessoas arrogantes e prepotentes. É assim que Holden Caulfield, 16 anos, encara o mundo ao seu redor. Ele simplesmente não consegue gostar de tudo isso. Holden é um menino muito observador e inteligente, que não suporta a ideia de ter que conviver em uma sociedade da qual repudia. E por causa disso, não vai as aulas, não estuda, foge as regras, e acabou sendo expulso de 3 escolas. A história inicia-se alguns dias antes da notícia da ultima expulsão chegar aos ouvidos dos pais. Holden resolve fugir da escola e aproveitar os últimos dias em paz que lhe restam, em New York, bebendo muito, fumando muito, conhecendo pessoas novas, e repassando mentalmente fatos que aconteceram em sua vida. É uma narrativa em primeira pessoa, quase como uma auto-biografia de Holden, onde conhecemos a sua vida e sua visão sobre o mundo. Com certeza uma ótima experiência para quem lê.

"Não queria estar por perto na hora em que eles recebessem a carta [de expulsão]. Minha mãe fica muito histérica. Mas melhora bastante depois que digere um troço completamente."

Dificilmente Holden gosta de uma pessoa por completo, exceto sua irmã mais nova Phoebe, o qual tem um carinho muito grande. Ele passa muitos parágrafos falando sobre ela, e sobre sua inocência de criança. É evidente o quanto ele admira isso. Aliás, o nome do livro “Apanhador no Campo de Centeio” na verdade é uma metáfora sobre essa mesma inocência. Em uma parte do livro em que Holden conversa com a irmã, ela pergunta se ele gostaria de fazer/ser alguma coisa, já que parece detestar tudo e todos. E ele responde:

“Fico imaginando uma porção de garotinhos brincando de alguma coisa num baita campo de centeio e tudo. Milhares de garotinhos, e ninguém por perto, a não ser eu. E eu fico na beirada de um precipício maluco. Sabe o quê que eu tenho que fazer? Tenho que agarrar todo mundo que vai cair no abismo.’’

Muito interpretam o campo como sendo a inocência da infância, e o abismo a maturidade.


O livro influenciou muitas pessoas que o leram no passado, e ainda influencia por seu personagem ser tão parecido com tantos jovens de várias gerações, que estão insatisfeitos com o mundo vazio e fútil dos adultos, se negando a participar dele. Também houveram influencias em algumas músicas e até filmes (apesar de no livro o personagem DETESTAR cinema).

Bom, eu adorei o livro. Super fácil e gostoso de ler. Em um dia eu li 50 páginas, e não me cansei nem um pouco. Acredito que muitas pessoas que estão lendo essa resenha se identificarão com o Holden. É um livro pra ser lido de tempos em tempos, para refletir! Vale a pena mesmo.

“Esse é que é o problema todo. Não se pode achar nunca um lugar quieto e gostoso, porque não existe nenhum. A gente pode pensar que existe, mas, quando se chega lá e está completamente distraído, alguém entra escondido e escreve “Foda-se” [na parede] (...). Acho mesmo que, se um dia eu morrer e me enfiarem num cemitério, com uma lápide e tudo, vai ter a inscrição “Holden Caulfield”, mais o ano em que eu nasci e o ano em que morri e, logo abaixo, alguém vai escrever “Foda-se”. Tenho certeza absoluta.”


 download


Viu, que amor que eu sou? Deixei até download pra vocês! hahaha Mesmo pra quem não tá acostumado a ler no pc, eu recomendo, já que não sei se é fácil encontrar ele em bibliotecas ou sebos...
Depois que terminei esse post fiquei me perguntando se a Sel já leu este livro. Se não leu, eu te recomendo, Sel! Acho que vais gostar! :)
Beijos, e até mais!

You Might Also Like

7 comentários

  1. Eu amei essa resenha! Você escreve muito bem, dá para entender facilmente o que se passa no livro. Achei a história interessante, nunca ouvi falar do livro, parece ser muito bom. Vou baixar e ler. Mais uma vez, gostei da resenha, ficou perfeita! <3
    photo-and-coffee.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Belle! Muito obrigada mesmo pelo elogio! Fiquei mt feliz <3
      Dps que ler pode vir dar a sua opinião por aqui! Seria interessante ver outros pontos de vista! :)
      Beijo!

      Excluir
  2. Tem um grupo no face (Confissões de um Leitor), do qual eu participo, e haviam muitas pessoas comentando sobre esse livro ser citado em vários outros livros. Eu mesma já vi algumas citações... E confesso que fiquei muito interessada. O preço nas livrarias está um absurdo :"D Mas vou ler, porque se não, não vou descansar em paz hahaha
    Sua resenha está ótima! E me deixou ainda mais curiosa. Eu sabia quase nada sobre o livro ><
    Beijão!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, que interessante! Ainda não li um livro que o citasse!
      Bom, espero que você goste da leitura hahah
      Obrigada <3 Beijo!

      Excluir
  3. Já conheço esse nome, mas realmente não fazia ideia de que o personagem era um adolescente. Achava que era aqueles livros de reflexão que eu não entendo haha Ta aí, a prova de que a gente pode perder muita coisa por um simples julgamento sem fundamento. Vou baixar e ler, porque essa sua resenha me deixou muito curioso pra "conhecer" o Holden (mas provavelmente não vou me identificar com esse espírito 'rebelde' hauahua)!!

    blog-espelhodigital.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahah acontece, Cadu! As vezes até uma capa de livro passa uma impressão distorcida do mesmo. Bobagem!
      Espero que goste >.<
      Beijo!

      Excluir
  4. Esse livro é como O Mundo de Sofia, leio todo ano para pensar um pouco, até perdi a conta rsrs. Todo mundo tem um pouco do Holden, é muito difícil alguém que não se identifica com nada dele em nenhum momento da vida.
    E não creio que seja difícil encontrar esse livro, por ser um clássico, além das várias polêmicas que o envolvem (assim como o livro "sofrimentos do jovem werther").
    Adorei a resenha, vou estar esperando por mais :33

    ResponderExcluir

Instagram

Facebook

Instagram